As crianças, hoje, com tudo que estamos vivendo em tempos de Pandemia, são as que mais estão sofrendo e perdendo com todos os processos que estamos vivenciando de protocolos de proteção.

Estamos vivendo tempos muito difíceis e nós pais temos que pensar com muito carinho em tudo que está acontecendo. O isolamento social tem uma grande importância na proteção de nossas famílias, adolescentes, idosos e para as crianças; entretanto, elas, neste isolamento social, são realmente as que mais sofrem, pois estão em processo de desenvolvimento, estão crescendo, estão aprendendo…

E neste momento de aprendizagem, isto é muito ruim, porque a falta de socialização pode transformar estas crianças em adultos tímidos, com problemas, porque não aprenderam a se relacionar.

Então, não é nada fácil para a gente prender uma criança e não deixá-la conviver com outras crianças, brincar.

Vamos seguir os protocolos, poucas crianças, sem aglomeração, mas realmente tem que haver esta interação: os adultos de máscara e as crianças brincando; sujou as mãozinhas, dá um pouquinho de álcool gel para limpar etc… Mas tem que existir a socialização.

Nesta hora tão importante do aprendizado, do crescimento e desenvolvimento, é essencial aprender a dividir as coisas, trocar experiências, respeitar o próximo; e as nossas crianças estão perdendo tudo isto.

E nossos adolescentes também, porque se você parar para pensar, aulas on-line!… muitos colégios estão fazendo on-line e muitas famílias estão optando por elas. Assim, nossos adolescentes estão ficando presos dentro de casa, ficando introspectivos e fechados. Temos que ser muito cuidadosos, pois a depressão nesta fase está disparando e não só isto, mas a saúde também, com muitos problemas…

Adolescentes obesos, sedentários, com hipertensão e até alguns casos de diabetes.

Sim, vamos nos proteger e seguir os protocolos, mas sem exageros…

Não podemos parar com a vida…

Vamos tentar viver, brincar, se divertir, sentir o sol, aproveitar todos os momentos enquanto estamos vivos. Tudo é muito importante, mas vamos fazer isto tudo com muito carinho e cuidado, seguindo todos os protocolos.

Não temos que deixar de viver e parar totalmente a vida…

As consequências serão muito graves…

Então, vamos proteger a nossas famílias e viva a vida!

Teremos assim impactos positivos a curto e a longo prazo. Seja feliz!