A reabilitação oral representa nos dias de hoje o maior desafio da odontologia. Sua finalidade é restabelecer a relação de oclusão nas arcadas, reconstruindo a morfologia dos dentes, os espaços entre os dentes adjacentes e o encaixe dos antagonistas. Tratamento multidisciplinar, o qual reunirá todas as especialidades odontológicas, devolvendo ao paciente a função mastigatória, a fonação e a estética dentária e facial. Cada planejamento segue um protocolo de execução bastante criterioso e o profissional apresenta o planejamento em etapas e como será realizado.

Cada caso envolve o planejamento que chamamos de PLANEJAMENTO REVERSO, onde todas as necessidades são previstas pelo profissional. Na maioria dos casos, o planejamento é realizado unindo várias informações obtidas no exame clínico, na queixa principal do paciente e no diagnóstico do modelo de gesso, que é uma réplica da situação atual do paciente. Os modelos em gesso, mock up, apresentam uma simulação do tratamento, PROJETANDO em CERA e DENTES de laboratório, com um projeto arquitetônico (maquete), onde é simulada a evolução e conclusão do tratamento para aquele paciente.

registro-dentarioA consulta inicial é considerada primordial ao planejamento, exame clínico, apresentação de filmes ilustrativos, profilaxia completa, registro fotográfico das arcadas e cada dente e exames auxiliares radiográficos.

Primeira etapa: Clareamento dentário, identificação dos elementos cariados e ou comprometidos por infiltrações, dando início à recuperação dos dentes, removendo as cáries e reconstruindo dente por dente. Em caso de restaurações protéticas, são instalados dentes provisórios de resina, confeccionados de acordo com o enceramento inicial e a oclusão das arcadas antagonistas.

Após a instalação dos provisórios, concluem-se os estudos estruturais para construir a nova estrutura dentária. Restabelecida a relação funcional, pode-se determinar a necessidade de tratamento endodôntico (canais), tratamento periodontal (gengival), confecção de pinos de fibra de vidro como reforço ou núcleos metálicos nos remanescentes radiculares.

Quando o planejamento reabilitador é feito com a instalação de implantes, faz-se a análise do local de instalação e a necessidade do uso de biomaterial (enxerto ósseo); também são verificadas as estruturas ósseas sem dentes ou as regiões com indicação de extração de dentes.

Conclusão: As reabilitações podem ser realizadas reconstruindo os próprios dentes ou com a instalação de implantes osseointegrados, próteses parciais removíveis retidas por grampos, próteses totais sobre a mucosa ou fixadas em implantes osseointegrados.

Rua Dr. Thibau nº 80 sala 807 Centro Empresarial Vianense, centro da Cidade de Nova Iguaçu.
Consultas pelo telefone, ligando para: (21) 26672295
Email: reabilitandoavida@gmail.com

jurandir-lima-filho