Em novembro de 2015, em Itaipava, foi inaugurado um novo restaurante. Desta vez não um restaurante nos moldes de restaurante de “serra”, mas um local com uma pegada mais urbana, moderninho, despachado e com visual clean. Também pudera, o Matilda tem uma proposta, mas descolada, com uma visão mais politicamente correta na fermentação das massas, que vão dar origem a suas pizzas gourmet muito saborosas (a pedida da casa).

prato1    Como em outros pratos que não levam frituras, todos são assados em forno específico ou a lenha, bem como nas saladinhas. Pude acompanhar a reforma do local onde o Matilda está instalado, desde o seu começo, pois fica localizado ao lado de um simpático mercadinho bem aparelhado, onde compro minhas iguarias para minhas incursões culinárias; o que logo me gerou uma curiosidade em conhecê-lo. Deixei para experimentar esse novo lugar depois de um tempo, até para permitir que fossem feitos aqueles ajustes após a inauguração. Então, no dia 22 de janeiro, uma sexta feira de lua cheia, eu, Ana Paula e Nalu convidamos uma dupla de respprato2eito para nossa ida ao Matilda, afinal, se era para experimentar algo novo e ter opiniões abalizadas, nada melhor que Jair e Vinicius. Marcamos para nos encontrar as 21:30h, porém, chegamos um pouco atrasados, devido ao escândalo dado pelprato4a minha excelentíssima filha para tomar banho e se vestir. Quando lá chegamos, Jair e Vinicius já estavam acomodados, porém, a proprietária, Beth, se mostrava muito incomodada, pois nos queria acomodar em uma mesa mais confortável, onde houvesse mais espaço para Nalu; e não arredou pé enquanto não o fez. Até cheguei a indagar com Jairzinho se ele já a conhecia, por tão agradável e gentil que Beth estava sendo conosco; mas pude perceber, ao longo da nossa visita, que é uma característica dela. Ponto para o restaurante, uma proprietária atenciosa, simprato3pática e preocupada com seus clientes. Nem precisa dizer que saímos com o Matilda fechando e Beth sentada à mesa conosco em um papo sem fim. Então, melhor acomodados pela mais nova, melhor amiga, resolvemos pedir um prato5Shiraz australiano em homenagem ao lugar, chamado Matilda, que estava ótimo. De entradinha, pedimos uma pizza branca de alecrim com parmigiano reggiano, depois fomos para os pratinhos principais, cardápio enxuto, pizzas são o forte da casa, seguido pelos hambúrgueres surpreendentes, três pratos principais, saladas, entradinhas e sobre mesas. Escolhemos uma pizza de pera com gorgonzola (maravilhosa), uma tilápia assada no forno com ervas e saladinha, hambúrguer sem culpa (esse é o nome do prato), um hambúrguer com saladinha assado no forno e sem pão, e um hambúrguer clássico; todos muito saborosos e preparados com esmero pelo chef, marido da Beth e sócio da casa, Paulo. Diga-se de passagem, a casa despojadamente decorada, com peças garimpadas pela Beth na própria casa, incluindo os livros de culinária e fotos produzidas pelo chef, que, além de mandar muito bem na cozinha, é fotografo profissional. Tudo de muito bom gosto em um ambiente que, na primeira impressão, parece pequeno, mas, quando se olha com atenção, é bem grande, com as mesas bem distribuídas e sem aperto. Tomamos mais um Matilda, uns cafés e a continha. A sobremesa ficou para outra vez, destaque para a versão Romeu&Julieta da casa, o Beth&Roberto. Poderia dizer que “vou vomesaltar mais vezes”, mas desta vez foi diferente. Antes de fechar esta edição, já fui outra vez ao Matilda. Desta vez, reservamos uma mesa para 08, adivinhem o que aconteceu? Beth, extremamente preocupada em acomodar todos bem, simpática como sempre. Aí, entornamos 02 Matildas, experimentamos a pizza de ramon com brie e o diferentíssimo hambúrguer recoberto com massa de pizza e assado no forno a lenha.

Precisa comentar algo? Não mesmo, ainda lembro do gosto até agora.

Recomendo muito, um lugar charmoso, pessoas simpáticas e educadas, bons vinhos, boa mesa, tudo isso no lugar mais charmoso da serra sob um clima agradável. Sejam felizes!

Estrada União Indústria, 12.700
Itaipava, Rio De Janeiro, Brasil. Fone: (024) 22223300

marcelo-nogueira