É um tumor benigno de gordura, ou seja, do tecido adiposo que geralmente se forma abaixo da pele, no tecido subcutâneo. São indolores, frequentemente causam apenas incômodo estético. A pele que recobre o lipoma frequentemente é saudável. Pode ser encapsulado, quando rodeado por uma fina camada de tecido, ou sem a cápsula. É mais comum entre os 40 e 60 anos..

A tendência para desenvolvê-los pode ser herdada, como no caso da lipomatose familiar múltipla. Uma lesão menor pode desencadear o crescimento do lipoma. Entretanto, a grande maioria possui etiologia desconhecida. O excesso de peso não causa lipomas.

Os lipomas formam nódulos palpáveis, de consistência macia e elástica , móveis, que fazem aumento de volume na pele. Seu tamanho geralmente está entre um e três centímetros e crescem muito lentamente. Raramente um lipoma passa de dez centímetros de diâmetro.

Os lipomas podem ser únicos ou múltiplos. Na lipomatose familiar múltipla, os múltiplos lipomas crescem mais e podem ser dolorosos. Quando crescem mais de 3cm em menos de um mês é recomendável removê-los para patologia a fim de se verificar se estão associados a um tumor maligno como o lipossarcoma.

O tratamento frequentemente não é necessário. Quando causa dor ou incomoda muito pode ser removido com uma pequena cirurgia local de excisão. A retirada cirúrgica é extremamente eficaz e técnicas cirúrgicas adequadas permitem que mesmo lipomas grandes possam ser removidos.

Por vezes, o lipoma se localiza por baixo da fáscia muscular, dentro ou abaixo do músculo, dificultando a remoção deste superficialmente, sendo necessário uma cirurgia em planos mais profundos.

Lipomas são muito sugestivos clinicamente, porém, outras lesões podem se assemelhar a eles, em especial os cistos. Vale ressaltar que outras lesões subcutâneas podem se parecer com lipomas, inclusive lesões malignas, como sarcomas e metástases cutâneas. O correto diagnóstico pode envolver várias especialidades médicas. A cirurgia deve ser realizada por um especialista.

Em caso de crescimento rápido devem ser ressecados e devemos suspeitar do lipossarcoma. Entretanto, esse diagnóstico só pode ser confirmado com patologia, pois pode se tratar apenas de um lipoma grande.