Ter um abdômen definido é o desejo de muita gente. Outros, que não se preocupam tanto, acham que é só questão de “estética”. O que muitos não sabem, é que um abdômen fortalecido traz muito mais do que beleza.

Os músculos abdominais fazem parte do tronco ântero-lateral e incluem o reto abdominal, oblíquo externo, oblíquo interno e transverso do abdômen.

Funcionam como uma cinta, gerando maior estabilidade, diminuindo o impacto sobre a coluna.

O fortalecimento dessa musculatura é de grande importância para a manutenção da postura correta, proporcionando um ajuste do nosso sistema musculoesquelético, mantendo o equilíbrio e distribuindo o esforço nas atividades da vida diária, minimizando o impacto na coluna vertebral, diminuindo as chances do aparecimento de alterações posturais e patologias como a Hérnia de Disco.

Outro ponto, que é importante destacar, é que a flacidez muscular abdominal favorece o acúmulo de adiposidade na região, uma vez que um músculo parado, sedentário, consumirá bem menos energia e consequentemente menos gordura adipocitária será recrutada.

O uso de recursos fisioterapêuticos, como a eletroestimulação com Corrente Russa, FES ou Corrente Aussie, traz muitos benefícios. A eletroterapia aumenta o recrutamento das fibras musculares, aumentando a forma e a massa muscular, reduzindo a gordura subcutânea, melhorando a silhueta corporal.

Para bons resultados com a eletroterapia, o paciente deverá realizar o movimento voluntário junto à estimulação do aparelho, exceto em alguns casos.

Outro ponto, que é importante ressaltar, é que a eletroestimulação deve estar sempre associada à atividade física, e não a substituindo. A atividade física é fundamental para a manutenção da saúde e do bem-estar.